Ele não está cada dia mais parecido com o Saddan Hussein? Crédito: Venezuela

O ditador comunosocialista e narcoterrorista da Venezuela, Nicolás Maduro, disse na terça-feira, 1º, estar disposto a deixar o poder se seus adversários vencerem as eleições parlamentares do próximo domingo, 06. O que ele ignora é que a ala majoritária da oposição não vai sequer participar do pleito por considerá-lo fraudulento.

Tanto os adversários a Maduro, liderados por Juan Guaidó, quanto a União Europeia e a Organização dos Estados Americanos (OEA) não reconhecem a legitimidade da votação, que não é vista como democrática.

Os líderes tradicionais anti-chavistas não são candidatos, mas alguns dos maiores partidos da oposição participarão após a volta de membros que haviam sido expulsos acusados de ter feito acordos com a ditadura. Maduro não fez nenhuma menção a este aspecto.

Atualmente, mais de 50 países, incluindo Estados Unidos e Brasil, reconhecem Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela [apesar do mesmo não ter conseguido fazer nada no país e considerado por muitos como cúmplice da tirania].

Fonte: Afonso Marangoni/Revista Oeste

E o twitter, heim? Só persegue, bloqueia e cancela os conservadores mesmo. Redes “sociais”… Vergonha!

Leia também:

Nicolás Maduro pede abertamente ajuda à China e, ao mesmo tempo, acena para Joe Biden

Smartmatic: uma máquina globalista!

Chanceler iraniano está na América Latina, emitindo instruções a seus aliados

Detalhes impactantes de reunião do Foro de São Paulo em agosto – eles continuam agindo, sem qualquer intervenção

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s