Xi Jinping e integrantes da cúpula do Partido Comunista Chinês (PCC) durante o encontro virtual dos BRICS nesta semana. Destacou que o PCC decidiu que “a China concluirá a construção integral de uma sociedade próspera e embarcará em uma nova jornada em direção à construção de um país socialista moderno”. Entre diversos tópicos, defendeu as lideranças da OMS e da ONU na “salvaguarda” da saúde e paz mundial, mencionou sobre acelerar uma “Nova Revolução Industrial”, “priorizar o bem estar do povo”, etc. Leia o discurso completo de Xi em português, clicando aqui. Crédito: Ding Lin/Xinhua

Na terça-feira 17, a 12ª Cúpula dos BRICS (grupo formando por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul) emitiu uma declaração conjunta dos países membros em que consta a defesa da democracia, dos direitos humanos e de alguns outros valores que o Partido Comunista Chinês (PCC) tem sido acusado de transgredir dentro de seu próprio país.

“Reforçamos nosso compromisso com um mundo de paz, estabilidade e prosperidade, respeito mútuo e igualdade, e com a defesa do direito internacional, inclusive os propósitos e princípios consagrados na Carta das Nações Unidas como sua pedra angular indispensável, e com o papel central das Nações Unidas em um sistema internacional no qual Estados soberanos cooperam para manter a paz e a segurança, promover o desenvolvimento sustentável, garantir a promoção e proteção da democracia”, informa o documento.

Na semana anterior à declaração, o PCC promoveu a expulsão de deputados eleitos do parlamento de Hong Kong por serem favoráveis à independência da ilha, ferindo todos os princípios que, curiosamente, disse defender. Além disso, no começo da pandemia, jornalistas foram presos pelo governo chinês e médicos desapareceram na China depois de tentar expor para o mundo a situação do novo coronavírus. Há décadas, Pequim tenta ferir a soberania de Taiwan para anexar o país vizinho.

Fonte: Artur Piva/Revista Oeste

Leia também:

Programa de televisão na China expõe alegados espiões de Taiwan em horário nobre

Tedros Adhanom: Etiópia acusa diretor-geral da OMS de apoiar e tentar conseguir armas para rebeldes no país

Com maior tratado comercial do mundo, China “compra” Ásia e Oceania – deixando Taiwan, Hong Kong e arquipélagos totalmente vulneráveis

Na cara dura, STF solta nota sobre Agenda 2030 da ONU: “é um plano global para atingirmos um mundo melhor para todos. E o STF está junto neste compromisso”

Jornais de todo o mundo são financiados pela China – e alguns nacionais não poderiam ficar de fora

Cristofobia: China implementa reconhecimento facial DENTRO de igrejas cristãs

Nicolás Maduro pede abertamente ajuda à China e, ao mesmo tempo, acena para Joe Biden

Reino Unido pede explicações sobre intervenção chinesa em Hong Kong

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s