Folha de S. Paulo recebeu quase meio milhão de dólares para publicar informes publicitários chineses; outros jornais brasileiros também. Foto: Sérgio Lima/Poder360

O jornal de língua inglesa China Daily, que é controlado pelo Partido Comunista Chinês (PCC), pagou aproximadamente US$ 19 milhões a veículos de imprensa espalhados pelo planeta para promover propagandas governamentais.

A informação, conforme documentos divulgados no dia 1° de junho, foi divulgada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ). Os documentos expõem as despesas de novembro de 2016 a abril de 2020.

Além disso, os registros da Lei de Registro de Agentes Estrangeiros (FARA) mostram que nos últimos quatro anos o China Daily pagou cerca de US$ 6 milhões ao Wall Street Journal e US$ 4,6 milhões ao Washington Post.

Outros gigantes do jornalismo americano também estão envolvidos no compartilhamento das “notícias”: cerca de US$ 753 mil foram pagos ao Los Angeles Times; a revista bimestral americana, Foreign Policy, recebeu um montante superior a US$ 240 mil; enquanto o maior jornal do mundo, The New York Times, conseguiu 50 mil dólares.

Folha e Globo…

Registros da FARA mostram valores pagos pelo China Daily. Crédito: FARA/USA Gov

O jornal brasileiro Folha de S. Paulo, registrado como “Empresa Folha da Manhã S.A”, arrecadou cerca de US$ 405 mil como pagamento por compartilhar os conteúdos do China Daily. No mês de Janeiro de 2019, o Grupo Folha recebeu US$ 41,4 mil, um valor muito acima da média.

A Editora Globo e o Correio Braziliense também estão presentes no documento. A subsidiária do Grupo Globo recebeu aproximadamente US$ 109 mil, enquanto o jornal da cidade de Brasília arrecadou pouco mais que US$ 15 mil.

Em seu Twitter, Rodrigo da Silva, fundador do Spotniks, questionava já em abril a publicação feita pela Folha e mostrou, através de matérias internacionais, que o China Daily poderia ser o financiador desta campanha publicitária.

No final de outubro, os EUA impuseram restrições a alguns veículos chineses por propaganda do PCC.

Fonte: Brehnno Galgane/Terça Livre

Leia também:

Jornais brasileiros receberam patrocínio da ditadura comunista chinesa

Com maior tratado comercial do mundo, China “compra” Ásia e Oceania – deixando Taiwan, Hong Kong e arquipélagos totalmente vulneráveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s