Cardeal Robert Sarah. O islamismo não vai parar a guerra contra os cristãos. “O Ocidente, agora a França, deve entender isso”. Crédito: François-Régis Salefran

O prefeito da Congregação para o Culto Divino, Cardeal Robert Sarah, condenou o atentado terrorista à Basílica de Notre Dame de Nice (França) ocorrido na manhã de 29 de outubro e que deixou pelo menos três mortos [Entre eles, uma brasileira]. O Cardeal Sarah assinalou que “o islamismo é um fanatismo monstruoso que deve ser combatido com força e determinação” e acrescentou que “não vai parar a sua guerra”.

Além disso, o purpurado da Guiné indicou que “infelizmente os africanos sabem disso muito bem” porque “os bárbaros são sempre inimigos da paz”.

“O Ocidente, agora a França, deve entender isso. Rezemos”, destacou o Cardeal Robert Sarah em sua conta oficial no Twitter.

O ataque à Basílica de Nossa Senhora de Nice, na França, ocorreu às 9h (horário local). O prefeito de Nice, Christian Estrosi, disse que o agressor, armado com uma faca, foi preso pela polícia municipal e escreveu no que “tudo indica que (ocorreu) um atentado terrorista na Basílica de Notre Dame de Nice”.

De acordo com as primeiras notícias da imprensa, o assassino decapitou pelo menos uma de suas vítimas: duas mulheres idosas e o sacristão do templo.

Depois, o prefeito de Nice declarou que esta cidade havia sido atingida novamente pelo “Islamofascismo” e informou que o agressor entrou na igreja e gritou “Alá Akbar”, ou seja, “Alá é grande” antes do ataque, algo que como ele afirma, “não deixa dúvidas quanto às motivações do ato”. Estrosi também garantiu que não é hora de se render ao “islamofascismo” e pediu o fechamento de todas as igrejas em Nice hoje para garantir a segurança.

Por sua vez, o presidente da Conferência Episcopal Francesa, Dom De Moulins-Baufort, Arcebispo de Reims, garantiu que reza “pelos fiéis de Nice e por Dom Marceau, seu bispo” e os encorajou a “resistir a esta provação e apoiar aqueles que são provados em sua carne”.

Fonte: ACI Digital

Leia também:

“Os muçulmanos têm direito de ficar com raiva e matar milhões de franceses”, diz ex-premiê da Malásia

Aparentemente, ataques coordenados estão ocorrendo hoje na França: depois de Nice pela manhã, Paris, Avignon e Lyon

Quinta-feira, 29 de outubro: Novo ataque terrorista deixa 3 mortos na Basílica francesa de Nice, com uma das vítimas decapitada

Conselho de anciãos muçulmanos anuncia ação judicial contra jornal Charlie Hebdo

Emmanuel Macron, França e seus produtos se tornam alvo de fúria em países islâmicos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s