As Forças Armadas, em conjunto com órgãos estaduais, federais e agências de segurança pública e ambientais, durante a Operação Ágata Norte, realizaram a maior apreensão já feita no estado do Pará, com 146 mil toneladas de manganês, além da destruição de máquinas e 3 mil pés de maconha. O sucesso da mesma foi com uma ação conjunta da Polícia Federal, Ibama, Agência Nacional de Mineração (ANM) e a Receita Federal.

Essa ação conjunta inter-agências tem o objetivo de intensificar a fiscalização nos rios e nas áreas portuárias, combatendo crimes ambientais, tráfico de drogas e armas, contrabando e descaminho. A Operação Ágata Norte 2020 ainda complementa as ações da Operação Verde Brasil II. Ao todo, participaram das ações 33 Policiais Federais, mais de 100 Fuzileiros Navais, além de fiscais do Ibama, ANM e auditores da RFB.

Todo o minério apreendido era de origem ilegal, extraídos no Pará e vendidos com notas fiscais “esquentadas” por empresas que possuem títulos autorizativos de lavra. Além do minério, houve apreensão de maquinários. O minério de manganês é considerado material essencial na fabricação de ligas metálicas, combinado especialmente com o ferro na produção de aço.

Segundo a ANM, o material foi avaliado em 73 milhões de reais e possuía a China como destino. O minério estava distribuído em 186 contêineres.

Fonte: Ministério da Defesa/DefesaNet/DefesaTV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s