Crédito: Diário do Brasil

“Quando era garoto, 16, 17 anos, fui preso umas três vezes. […] Estudava num colégio de gente bem rica em São Paulo, onde era um dos mais pobres da classe”.

“Meus colegas iam à aula de Mercedes, chofer. Eu era aquele que apanhava ônibus e carona”. […]

“Aí… comecei a roubar automóveis. Roubei automóveis… (ri e fica vermelho). […] A gente descia com o carro na maciota, abria o vidro. Isso sei até hoje. Se alguém esquecer a chave dentro do carro, sei abrir.” [1975]

A primeira aparição de Francisco Buarque de Hollanda (Chico Buarque) na imprensa não foi como cantor e sim como contraventor. O jornal Última Hora, de São Paulo, publicou a notícia de que Chico e um amigo furtaram um carro nas proximidades do estádio do Pacaembu para passear pela madrugada paulista.

Recorte do jornal Última Hora da época. Sigla FBH = Francisco Buarque de Hollanda. Crédito: Diário do Brasil

Em dezembro de 1961, aos 17 anos de idade, bem antes da fama, Chico Buarque e um amigo foram presos roubando um carro nas proximidades do estádio do Pacaembu para passear pela madrugada da capital paulista. Durante seis meses, ele ficou em liberdade condicional. Na capa de seu disco “Paratodos”, lançado em 1993, Chico utilizou a foto de sua ficha policial feita durante a sua prisão.

Assista trecho de entrevista com o próprio Chico Buarque contando partes sobre a época:

Fonte: Patrícia Moraes Carvalho/Diário do Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s